• EMPRESA

  • AGENDAMENTO
  • RESULTADOS
  • MINHA CONTA


Brasileiros sabem a teoria da vida saudável, mas não colocam em prática, indica pesquisa

Publicado em 09/05/2016

Em uma pesquisa inédita, 48% dos entrevistados se consideram acima do peso ideal e 83% desconhecem a deficiência de micronutrientes de seus organismos.


Preocupar-se com a alimentação, em praticar exercícios físicos regularmente, ter uma boa noite de sono e até mesmo ter um hobby são alguns dos pilares do estilo de vida saudável. Na pesquisa inédita da Revista SAÚDE É VITAL, em parceria com a Centrum, 1190 brasileiros responderam questões sobre o que consideram ser saudável - e como a vida moderna pode impactar na conquista desse objetivo.

Quando se fala em uma vida mais saudável, parece que todo mundo já sabe o que deve ser feito, não é? Mas, de acordo com a pesquisa, apenas 9% dos entrevistados considera ter um estilo de vida saudável. Curiosamente, o fator mais importante para ser essa pessoa com uma boa saúde é dormir bem. Isso porque para 53% dos entrevistados, a saúde mental é ainda mais importante do que o restante - como a alimentação e ser magro -, o que deixa claro que a rotina estressante é um ponto crucial para que eles possam ser verdadeiramente saudáveis.

E essa realidade da vida moderna é o principal motivo para que essas mudanças não ocorram: 33% pretende cuidar da saúde em outro momento, 29% acreditam não ter tempo para ser mais saudável e 25% têm dificuldade em encontrar motivação para tal. Talvez a crença de que é preciso ter mais que 24 horas no dia para dar conta de trabalho, estudos e ainda encontrar forças para fazer exercício, beber dois litros de água, evitar fast food e dormir oito horas à noite seja mais um motivo para a difícil missão de seguir o lifestyle.


LuminaStock/Thinkstock/Getty Images

A bem da verdade, 93% das pessoas que responderam a pesquisa entendem que deveriam ingerir mais algum alimento, mas não conseguem. E pode acreditar que 59% dizem que as sementes são o maior problema! O que 83% não sabem é que a questão da alimentação vai muito além de consumir mais frutas com casca ou alimentos integrais. A fome oculta é a carência de micronutrientes (como vitaminas e minerais) que não se manifesta tão claramente como deficiências graves. Ela é fruto de uma alimentação que não contempla bem todos os grupos, deixando a desejar nas quantidades ingerida de nutrientes como vitamina D, ferro e cálcio.

Um ponto interessante debatido no Fórum é que, apesar de 60% dos entrevistados afirmarem frequentarem consultórios médicos para cuidarem da saúde, 31% não compreendem totalmente as orientações passadas. É aí que mora o "X" da questão alimentar (e até mesmo de outros pontos da vida saudável): muitos ficam em dúvida sobre o que precisam evitar, o que é essencial consumir e até mesmo quais outras atitudes podem influenciar no quadro geral de uma vida balanceada.

Nesse momento, problemas como falta de motivação, tempo para se programar, pesquisar e realizar tudo que é preciso e até mesmo a compreensão do quanto é importante mudar atitudes com resultado à longo prazo fazem todo sentido. Fato é que as pessoas dispõem de toda informação necessária - que, aliás, 66% encontram em buscas na internet -, mas não o conhecimento completo de como elas podem atingir seus objetivos de vida. Sejam eles quais forem.

Saiba um pouco mais sobre os hábitos que você deve mudar para obter maior qualidade de vida.

Brasileiros sabem a teoria da vida saudável, mas não colocam em prática, indica pesquisa

Compartilhe:

 

Visitas: 284

Fonte: mdemulher.abril.com.br/saude

Nossas Unidades

Receba nossos informativos:

Site seguro

https://bioscan.med.br/ https://bioscan.med.br/

Escolha a unidade Bio Scan mais próxima de você:

[Grande Vitória] Hospital Meridional
[Grande Vitória] Vitória Apart Hospital
[Grande Vitória] Campo Grande
[Norte Capixaba] Linhares
[Norte Capixaba] São Mateus