• EMPRESA

  • AGENDAMENTO
  • RESULTADOS
  • MINHA CONTA


Ao comentar obesidade, ministro diz que ´mães não ficam em casa´ e crianças não acompanham preparo de alimentos

Publicado em 17/03/2017

Ricardo Barros lançou novas metas de combate ao excesso de peso. Envolvimento dos homens na alimentação dos filhos não foi citado.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, apresentou nesta terça-feira (14) novas metas para combate à obesidade no Brasil. Ele citou, para explicar o aumento de peso durante a infância no Brasil, que as crianças são "muito atraídas pela alimentação processada" e que "as mães não ficam em casa e as crianças não têm a oportunidade de acompanhá-las, como era antigamente, nas tarefas diárias".

Barros, no entanto, não falou na necessidade do envolvimento dos homens na alimentação de seus filhos.

“Eu queria falar um pouco do fato de a criança não saber cozinhar. As mães não ficam em casa e as crianças não têm a oportunidade de acompanhar, como era antigamente, a mãe nas tarefas diárias, na preparação do alimento. E isso vai ficando cada vez mais distante, a capacidade de pegar um alimento natural e saber consumir”, disse.

Ele ainda disse que deve discutir com o ministro da Educação, Mendonça Filho, uma forma de o Ministério da Saúde oferecer aos alunos de escolas públicas campanhas para estimular o consumo de alimentação saudável. Ele volta ao assunto da participação materna, e diz que as muitas crianças não podem ficar "em casa com suas mães e não têm oportunidade de descascar os alimentos".

"Isso vai permitir que as crianças sejam orientadas nessa questão da alimentação, no exercício físico e a qualificar a manipular os alimentos. Muitas delas não ficam em casa com suas mães e não têm a oportunidade de aprender a descascar os alimentos".

Ministro Ricardo Barros ao lado de integrantes do projeto de ação da Nações
Unidas frear a obesidade (Foto: Wellington Dourado/G1)



Metas contra a obesidade

Barros apresentou três novos compromissos do governo para diminuir a obesidade no Brasil. As metas da pasta fazem parte dos eventos da Década das Ações das Nações Unidas para a nutrição, que visa o acesso universal a dietas mais saudáveis e sustentáveis para os países da América Latina e do Caribe.

As metas do governo são:

- Deter o crescimento da obesidade na população adulta até 2019;
- Reduzir em 30% o consumo de refrigerantes e sucos artificiais;
- Aumentar em 17,8% o consumo de frutas e hortaliças.
Ao comentar obesidade, ministro diz que ´mães não ficam em casa´ e crianças não acompanham preparo de alimentos

Compartilhe:

 

Visitas: 286

Fonte: g1.globo.com/bemestar/noticia

Nossas Unidades

Receba nossos informativos:

Site seguro

https://bioscan.med.br/ https://bioscan.med.br/

Escolha a unidade Bio Scan mais próxima de você:

[Grande Vitória] Hospital Meridional
[Grande Vitória] Vitória Apart Hospital
[Grande Vitória] Campo Grande
[Norte Capixaba] Linhares
[Norte Capixaba] São Mateus

Este site utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Leia nossa Política de privacidade.